Ver mais

Alemães estão mais abertos à adoção do euro digital, segundo Bundesbank

2 mins
Traduzido Aline Fernandes

EM RESUMO

  • O estudo do Deutsche Bundesbank mostra que 86% dos alemães estão abertos a um euro digital, o que indica uma mudança de sentimento em relação aos ativos digitais.
  • A possível adoção de CBDCs poderia levar a quedas significativas nas reservas de dinheiro e depósitos bancários, afetando o setor bancário.
  • Levantamento destaca a necessidade de uma elaboração cuidadosa da política do CBDC para manter a estabilidade financeira em meio aos possíveis efeitos transformadores.
  • promo

Um estudo do Deutsche Bundesbank revelou uma abertura significativa entre os alemães em relação ao conceito de um euro digital.

Esse interesse na Moeda Digital do Banco Central (CBDC) indica uma mudança no sentimento do consumidor em relação aos ativos digitais. E apresenta principalmente uma oportunidade fundamental para modernizar o cenário financeiro europeu.

Estudo revela que 86% dos alemães estão abertos ao euro digital em meio ao estresse bancário

Uma pesquisa encomendada pelo Bundesbank e realizada com aproximadamente 6.000 participantes destaca que quase metade dos entrevistados está “interessada” em utilizar um euro digital. Mesmo sem o incentivo de ganhos com juros. Essa constatação, contudo, é particularmente notável na Alemanha, tradicionalmente conhecida por sua forte preferência por transações em dinheiro.

O estudo também investiga o comportamento hipotético dos consumidores alemães em circunstâncias normais e em períodos de estresse bancário. E compara a alocação de ativos entre dinheiro, depósitos em bancos comerciais e o euro digital proposto.

Conforme os dados, a pesquisa revela que a maioria (86% dos respondentes) está disposta a adotar um CBDC não remunerado ou com juros equivalentes aos depósitos bancários.

Leia mais: O que são mercados de ativos criptográficos (MiCA)?

As implicações para o setor bancário são profundas. Com a introdução de um CBDC não remunerado, poderia haver um declínio médio de 14% nas reservas de caixa e uma redução de 27% nos depósitos bancários entre o grupo inclinado ao uso do CBDC.

Modelo do Bundesbank prevê o impacto do CBDC sobre os bancos e a economia

Além disso, em cenários hipotéticos de turbulência bancária, mais da metade dos entrevistados indicou uma propensão a converter seus depósitos em bancos comerciais em euros digitais. Uma tendência ampliada ao tomar conhecimento da segurança superior da moeda lastreada pelo banco central.

Conforme o estudo, também contribui teoricamente com a construção de um modelo macroeconômico estrutural para analisar a interação entre CBDC, estabilidade bancária e bem-estar econômico.

Esse modelo é fundamental, pois reflete o potencial de mudanças graduais e rápidas do sistema bancário tradicional para o CBDC. Ele fornece percepções sobre os efeitos mais amplos sobre a estabilidade financeira e a formulação de políticas.

Em essência, as descobertas do Bundesbank não apenas revelam um interesse substancial entre os alemães em um euro digital, mas também ressaltam a necessidade de uma consideração cuidadosa na elaboração da política de CBDC para manter a estabilidade financeira.

A pesquisa sinaliza um período transformador à frente, no qual as moedas digitais poderão coexistir com o dinheiro tradicional, remodelando o cenário econômico na Alemanha e em outros países.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Coinbase Coinbase Explorar
PancakeSwap PancakeSwap Até 50% APR
Margex Margex Explorar
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Coinbase Coinbase Explorar
PancakeSwap PancakeSwap Até 50% APR
Margex Margex Explorar
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Aline Fernandes atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por diversas redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia dentro do pregão da BM&F Bovespa, hoje B3 -...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados