Especialistas antecipam o que espera a indústria cripto em 2022

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Enquanto 2021 marcou o início de uma nova era de inovação e desenvolvimento no espaço cripto, 2022 terá mais investimentos, clareza e educação.

  • 2022 certamente verá mais esclarecimentos sobre os marcos regulatórios nacionais, para melhor ou para pior.

  • Para que o espaço continue a florescer, os especialistas dizem que no próximo ano haverá um aumento na tecnologia relacionada aos criptoativos.

  • promo

    Deposite 100€ e Negocie 100€, Nada Menos! Negocie CFDs de Cripto Com Zero Comissões na Libertex Negocie agora

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O ano passado trouxe muitas mudanças importantes para a industria cripto em rápido desenvolvimento. Enquanto a adoção global disparou e alguns países adotaram os criptoativos como moeda legal, outros lançaram proibições e regulamentações. O BeInCrypto conversou com alguns especialistas desse universo sobre suas previsões para o que 2022 reserva para as criptomoedas e seus derivativos.

De acordo com a Chainalysis, a industria cripto cresceu, as taxa global de adoção de criptomoedas aumentou mais de 880% no ano passado. Bitcoin e Ethereum atingiram novas máximas históricas. O primeiro ultrapassou US$ 69.000 com o aumento dos temores de inflação fiduciária. Além disso, El Salvador se tornou o primeiro país a adotar o Bitcoin como moeda legal. 

Este ano, um dos maiores alvoroços para o mercado tradicional veio com o surgimento de tokens não fungíveis. Esses ativos digitais mudaram a maneira como muitos reconheciam a autenticidade e como muitos interagem com as comunidades (DAOs). Na verdade, os NFTs perturbaram particularmente as indústrias de esportes e música. Eles revolucionaram a maneira como estrelas e marcas podem controlar sua própria monetização. 

Claro que, ao lado desses desenvolvimentos monumentais dos criptoativos, 2021 também reservou alguns momentos de preocupação. No início do ano, a China estabeleceu proibições mais severas às criptomoedas e sua mineração. Além disso, houve muitos sustos na industria cripto sobre regulamentações iminentes de legisladores globais, incluindo os Estados Unidos. 

No entanto, a construção desses momentos inovadores deixa o futuro do espaço muito promissor. O BeInCrypto também conversou com especialistas da área sobre suas previsões para o DeFi – as finanças descentralizadas em 2022.

Investimento e Adoção

O ano passado foi monumental para novos investimentos na industria cripto. Tanto pessoas físicas quanto os investidores institucionais criaram uma atmosfera otimista de entusiasmo e demanda. 

Conforme mencionado anteriormente, não são apenas pessoas e instituições que investem na industria cripto, mas países inteiros. El Salvador deixou claro que o Bitcoin não é apenas uma moda passageira. Em vez disso, é algo que pode ser usado em nível nacional. Os especialistas da indústria Marco De Rossi, cofundador da HAL.xyz e fundador da WeSchool , uma empresa italiana líder em EdTech , e Jori Armbruster, CEO da Ethichub , veem esse movimento continuar em 2022. 

Segundo De Rossi, quando se trata de princípios financeiros, existem duas dinâmicas principais com as quais os investidores devem se preocupar.

“Em um contexto financeiro pós-Covid, os bancos centrais continuam a imprimir dinheiro e os estados soberanos estão implementando planos fortes de relançamento de investimento (o Fundo de Recuperação da UE é de € 800 bilhões, os EUA já investiram trilhões de dólares). Isso empurra a inflação e os investimentos privados: em 2022, com os retornos dos títulos perto de zero, os retornos do DeFi permanecerão um El Dorado, junto com qualquer mercado de ações relacionado a STEM. Os gigantes institucionais continuarão a investir principalmente de forma indireta, de modo que mais e mais participantes combinados (fundos de ativos cripto, derivativos indexados às criptomoedas, custodiantes) nascerão para possibilitar isso ”.

Armbruster comentou que o próximo ano trará mais conexões DeFi e investidores, especialmente após o exemplo de El Salvador.

“2022 também será o ano de conectar o DeFi à economia do mundo real. O sucesso de El Salvador em adotar o Bitcoin criará um efeito cascata para outros países adotarem o Bitcoin e  ou talvez outras criptomoedas como suas moedas legais. ”

Além disso, ele disse que a demanda por soluções descentralizadas cross-chain vai crescer.

“Paralelamente a isso, a realidade multichain se consolidará em 2021 e exigirá alternativas cross-chain mais descentralizadas. É por isso que as soluções cross-chain serão uma das tendências mais quentes em 2022. ”

Clareza na indústria cripto

Junto com os muitos triunfos do espaço descentralizado em 2021, houve também grandes momentos com falta de clareza. Isso veio com a perspectiva pendente das regulamentações dos criptoativos.

O  CEO da CoreLedger no Vale Crypto da Suíça, Johannes Schweifer, acredita que este ano vai trazer uma clareza muito necessária para a industria cripto. 

“2022 certamente verá um maior esclarecimento sobre os marcos regulatórios nacionais, para melhor ou para pior. Neste ponto, os fenômenos dos criptoativos e blockchain não podem ser mais ignorados. Os países estão sendo forçados a apoiar ou suprimir a tecnologia. Embora grandes nações como a China já tenham deixado sua posição clara, os países menores e as regiões em desenvolvimento têm uma janela de oportunidade lucrativa para atrair negócios internacionais e desenvolver suas economias para um futuro digital”.

Além disso, essa clareza não virá apenas em relação a regulamentação, mas casos de uso em vários setores em conflito. 

“Interrupções da cadeia de suprimentos e questões ambientais foram tópicos constantes em 2021 e abriram novas conversas no setor blockchain. Os casos de soluções de logística baseadas em blockchain e fabricação local tornaram-se ainda mais claros à medida que a cadeia de abastecimento global foi estendida até o ponto de ruptura por escassez e atrasos. ”

O cofundador e COO da First Digital Trust (FDT) , Gunnar Jaerv acredita que este ano terá mais cooperação. Ambos os líderes dos criptoativos ao lado dos principais reguladores precisarão se unir para um esclarecimento que atenda a todas as partes. 

“Em 2022, veremos mais fundadores e líderes em criptomoedas sentados à mesa com os reguladores para estabelecer roteiros com normas mais claras, o que é crucial para acelerar a indústria. Mais governos reconhecerão que flexibilidade e colaboração trazem maiores benefícios financeiros para as economias locais. Seja na forma de impostos ou oportunidades de emprego para os cidadãos do setor. ” 

  • Ficou com alguma dúvida? O BeInCrypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

Educação 

No entanto, não pode haver clareza, maior investimento e adoção sem promover a cripto educação. De Rossi reiterou a necessidade de mais projetos EdTech relacionados aos criptoativos para fechar essa lacuna. 

“Ainda há uma forte incompatibilidade de habilidades entre a demanda e a oferta de talentos no espaço. Como podemos treinar milhões de pessoas em um curto espaço de tempo com o básico do espaço cripto? Para resolver isso, muitos projetos de criptoativos EdTech florescerão em 2022. ”

Além disso, o fundador e CEO da Aldrin , Hisham Khan comentou sobre o poder do desenvolvimento de NFT/Metaverso para educar e despertar o interesse no espaço. 

“O que é empolgante para a maioria dos investidores varia, mas não podemos negar o poder dos projetos baseados em NFT/Metaverso para integrar novos usuários que não são financeiramente experientes. Tem gente que vai ficar animada com cada um desses diferentes setores; por exemplo, NFTs atrairiam alguém que goste de arte. Enquanto estávamos desenvolvendo produtos financeiros nos últimos anos, e ele encontrou seu caso de uso com muitas pessoas, parece que os NFTs realmente começaram a chamar a atenção do tipo de pessoa mais cotidiana e da pessoa média, como isso é algo com o qual eles podem se relacionar mais. Veremos uma tendência em que o DeFi será adotado principalmente por instituições e NFTs por investidores de varejo até que um projeto DeFi possa se integrar totalmente ao dia-a-dia. ”

Indústria cripto: as criptomoedas continuarão em 2022

Há uma coisa que é certa: 2021 mostrou ao mercado tradicional que os criptoativos vieram para ficar. Além disso, a industria cripto mostrou o poder das soluções descentralizadas em um mundo sempre digitalizado e vigiado. Embora 2022 apenas tenha começado, ele parece ser brilhante para as criptomoedas.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Savannah Fortis é uma jornalista multimídia que cobre histórias na interseção entre cultura, relações internacionais e tecnologia. Por meio de suas viagens, ela foi apresentada à comunidade cripto em 2017 e tem interagido com o setor desde então.

SEGUIR O AUTOR

Negocie CFDs de Cripto com Zero Taxas de Comissão.      

Comece Hoje!

Crypto.com DeFi Wallet - Manage 400+ tokens, earn interest, and more      

Install

Crypto.com DeFi Wallet - Manage 400+ tokens, earn interest, and more      

Install